CRIAÇÃO DE CURIÓ

A CRIAÇAO DO CURIO

18/07/2011 15:41

                                                          Criação do curió

 

Primeiramente deve-se atentar para o lugar onde se vai criar os curiós, o ideal é ter uma sala ou comodo para os galadores e femeas aprontando, para serem galadas e outro ambiente para o berçario,isolado e ou distante, onde pode-se transportar as femeas galadas onde vao botar seus ovos ,chocar e tratar os seus filhotinhos, ouvindo somente o CD com o canto desejável para o encartamento , e ainda outro para os filhotes apos o desmame com prateleiras e caixas acusticas para o isolamento e facil manutençao da ministraçao do dialeto , devendo tambem o local ser extremamente arejado e claro, livre de fungos e bactérias. Os ambientes devem ser distintos e isolados , pois assim eles poderão corresponder às expectativas.

A aquisição de Matrizes e Galadores deve ser feita observando a procedencia, registro , linhagem e genética , tendo em vista que o futuro e o sucesso da criação dependem desses dados iniciais para projetar linhagens desejadas. A árvore genealógica é primordial para o detalhamento e diferencial determinante na definição de linhagens que apresentam notoriamente parentes que tenham alcançado em suas apresentações, qualidades e talentos tais como fibra ,repetição e alto grau de aprendizado de cantos pré estabelecidos , principalmente aquela árvore que contém informações sobre avós e bisavós. Cuidado com procedencia que somente aponte o nome do pai e da mãe verbalmente, pois em nosso país o que parece ter uma credibilidade é aquela posta em papel (Preto no branco).

Ao nascerem os filhotes ,devem ser utilizados os meios tecnológicos de sexagem ,para determinar o sexo da ave , assim os machos poderão ser identificados e imediatamente submetidos ao adestramento, evitando-se com isso que sejam confundidos com fêmeas.

O macho é posto para galar a fêmea por duas vezes , pela manhã e a tarde , em seguida separado da fêmea que irá botar de 2 a 3 ovos , chocando-os por 12 a 13 dias.

Os filhotes no desmame após 35 dias devem ser transportados para  locais isolados, onde devem ser submetidos ao adestramento de canto através de timer com fotocélula , tocando 20 minutos e descansando por 40 minutos, colocando-se música de rádio nos intervalos ,o que equivale a frequência de uma cachoeira, pois sabe-se que filhotes na mata deslocam-se para as margens para churriar.

Todos os potes e bebedouros devem ser lavados e esterelizados com água sanitária por no mínimo 20 minutos e posteriormente colocados para secar. Gaiolas e puleiros lavados com kilol , óleo diesel ou querosene, uma vez por ano , sendo necessario secar por 5 dias para entao retornar o passaro , isso no caso de gaiola de madeira e arame, sendo que no caso de gaiolas de ferro é bom a utilização de forno para a esterelização a 100º C .

A água de beber deve ser purificada, livre de impuresas e cloro.

Fornecer areia com farinha de cascas de ostras moída e cascas de ovos torrados ou secos ao sol. Não fornecemos mais as larvas de tenebrio.

As sementes devem ser de 50% de alpiste, 20% de painço comum amarelo, 20% de painço verde, 10% de painço vermelho e preto . Coloco separado em outros potes, o painço portugues , o arroz em casca , o Flocao Milho ,  senha , niger e pirila .

Nunca utilizar jornal no fundo da gaiola , mas sim papel neutro como o de embrulho , jornal que nao contenham tinta ou chumbo ,pois a tinta e o chumbo quando molhados fazem mal ao serem inalados pelo passaro .

Banhos devem ser frequentes no calor, mas no inverno somente em dias quentes.

A farinhada fornecida aos curiós , devem ser retiradas das gaiolas a tarde, não permanecendo nas gaiolas para o consumo do dia seguinte pois azedam . A farinhada deve ser preparada e fornecida aos filhotes por todos os dias até o desmame, e não exceder 2 vezes por semana às matrizes e galadores , pois matrizez obesas não criam ( mas para filhotes deve ser por todos os dias até o desmame ,ou seja nos primeiros 35 dias de vida).

A farinhada deve conter uma colher de cc2030 ou uma colher com milharina e flocao milho  e ovo de galinha ,variando com o ovo de codorna ,cozidos por 15 a 20 minutos, a partir da fervura , após descascados passar na peneira  e misturar.

Forneço almeirão , chicoria, couve, espinafre e agrião plantados em vasos aqui no criatório (sem agrotóxicos).Tambem estou fornecendo o milho verde , mas antes deixo por no minimo 20 minutos mergulhados na agua com uns pingos de vinagre de maça e agua sanitaria, depois de bem lavados eu forneço aos passaros pela manha e retiro no final da tarde .

De Abril a julho é periodo da muda de penas e bico, onde forneço óleo de figado de bacalhau , Avitrin ferro e polivitamínico.

Em julho deve ser aplicado uma profilaxia com vermifugação, depois deve ser fornecido suplemento vitamínico, cálcio e aminoacidos.

Na época do acasalamento por volta de agosto deve ser fornecido vitamina E.

A época de postura é de Setembro a Março . Coloca-se o ninho na gaiola voadeira da fêmea em agosto , juntamente com capim do tipo amargoso e quando ela estiver carregando a palha e pedindo gala , é chegada a ora, está pronta para a postura.

No local em que a fêmea vai chocar não poderá ter luz acesa a noite.

O galador deve ficar em outro ambiente , senão a femea ao ouvi-lo cantar levanta do ninho e podem abandona-los.

Existem fêmeas que necessitam de ajuda no trato dos filhotes, isso poderá ser feito por 3 vezes ao dia fornecendo papinhas para filhotes vendidas no mercado e utilizando-se de um palito ou seringa.

O anilhamento deve ser feito até o 7º dia no máximo, mas há casos em que o filhote superdesenvolvido deve ser anilhado até o 5º ou 6º dia.

Após estas dicas espero que obtenham sucesso na criação do curió, que Deus os abençoe ,esses são meus sinceros votos .

Walter - SP

email:      criatorio_curio@hotmail.com

MSN:  criatoriokurumi@hotmail.com 

 

 

Voltar

Pesquisar no site

© 2010 Todos os direitos reservados.